Aspectos Gerais

 

Aspectos Naturais
 
O Município de Laranja da Terra localiza-se na mesorregião central do Estado do Espírito Santo, a 160 km de Vitória; 105 km de Colatina; 550 km do Rio de Janeiro e 560 km de Belo Horizonte. Limita-se ao norte com os municípios de Baixo Guandu e Itaguaçu, ao sul, com o município de Afonso Cláudio, ao leste, com os municípios de Itarana e Itaguaçu e a oeste, com o Estado de Minas Gerais. Sua área é de 457 km2, o que equivale a 1,01% do território capixaba.
 
A sede do município de Laranja da Terra está a 190 metros de altitude e tem sua posição geográfica determinada pelos paralelos de 19o 53’’ 58′ de latitude sul e 41o 03″ 16′ de longitude a oeste de Greenwich (Fonte: IPES).
 
O relevo do Município é apresentado como montanhoso, com fortes ondulações. 
 
O clima é do tipo tropical quente, com temperatura média anual em torno de 22,35o C, apresentando índices pluviométricos situados na faixa de 800 a 1.200 mm/ano, com maior ocorrência de chuvas nos meses de outubro a março.
 
O Município perdeu uma parte significativa de sua vegetação primitiva, dando lugar a pastagens e áreas para a agricultura. Hoje encontramos pequenos trechos da mata atlântica situada nas encostas onduladas e de maior altitude do Município.
 
A bacia que compõe a paisagem hidrográfica do município é a do Rio Doce-suruaca, destacando-se, como principal Rio o Guandu. Como parte desse complexo hidrográfico destacam-se no município o Rio Taquaral e os Córregos Laranja da Terra, Ribeirão do Bom Jesus, Crisciúma e Laranjinha.
 
 
 
Aspectos Político-Administrativos
 
 
 
Laranja da Terra é um dos municípios mais novos do Estado do Espírito Santo. Em 20 de março de 1988 aconteceu o plebiscito para a sua Emancipação Política, desmembrando-se o mesmo do Município de Afonso Cláudio.
 
A criação do município deu-se através da Lei no 4.068, de 06 de maio de 1988. A publicação aconteceu no Diário Oficial do Estado no dia 10 de maio de 1988. Por isso comemora-se hoje essa emancipação no dia 10 de maio, sendo feriado municipal.
 
A instalação do Município aconteceu em 1o de janeiro de 1989.
 
A atual divisão político-administrativa do Município é formada pelos distritos de Laranja da Terra (sede), Sobreiro, Joatuba, São Luiz de Miranda e Vila de Laranja da Terra.
 
 
 
Aspectos Humanos
 
Atualmente, a população total do Município é de 10.802 habitantes (Censo IBGE/2007). Conforme dados do Censo IBGE/2000 73,91% dos habitantes do Município encontram-se em área rural e apenas 26,09% nas sedes dos Distritos e do Município.
 
Em relação à proporção por sexo, 51,78% da população é constituída por homens, enquanto 49,12% por mulheres.
 
A densidade demográfica é de 23,64 hab./km2, enquanto que a do Brasil atinge 22 hab/km2.